Miniatura

Às vezes, da mesa de desenho, ouço o riso das meninas. E penso sobre o que pensam essas meninas de colégio que passam, rindo,  por essa casa toda fechada, com música sufi saindo pelas janelas (ou Sinatra, o que seja), onde mora um artista / um esquisito que não sai de casa. Eu poderia me envaidecer imaginando que a vida delas é infinitamente menos complicada que a minha, mas não é verdade. A complexidade está por tudo. Lembro de esperar um ônibus numa parada uma vez e de ouvir duas meninas, menos de 10 anos, uniforme de colégio, contando uma história sobre um menino e um anel que ele deu pra fulana, mas aí fulana, você sabe que a fulana… mas não, tô contando mal. Não eram pequenos adultos maldosos. A história era contada com entusiasmo, com um calor. E era complicadíssima. E importava muitíssimo a elas. Como o que eu faço importa pra mim.

Standard

One thought on “Miniatura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s