Ainda os macacos

Mais interessante do que os macacos terem me dado a piada depois dos desenhos de observação,  é eles terem entrado na história que estou fazendo. Cortazar falava sobre a porosidade. Sobre deixar a realidade (essa palavra…) entrar no seu trabalho.  Na verdade, é inevitável. O que acontece é de resistirmos. Porque de alguma maneira, os dados da realidade não se parecem com nossa idéia idealizada de nosso trabalho, do que deveríamos estar fazendo. Supostamente.

A frase de Leminski, vai vir o dia em que tudo que diga seja poesia, pode ser lida como pretensiosa. Ou como a visão de um estado em que vida e arte não se separem, sejam feitas uma da outra.

E, posso dizer por experiência própria, se você deixa isso acontecer no seu trabalho, coisas interessantes acontecem dentro e fora dele.

Standard

2 thoughts on “Ainda os macacos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s