Don´t be so good

Gostei da estranheza desse estágio. O próximo, supostamente lógico passo   seria entrar com o nanquim e fechar a imagem.  Mas gosto que o desenho pareça tão  desprotegido, faltando.

Como quadrinistas, tanto de nosso trabalho é fazer a imagem funcional, em muitos níveis. Nós somos possivelmente o último segmento da arte que ainda se importa com anatomia, perspectiva, luz e sombra, etc.  E a imagem tem que ser lida. Mas a busca de eficiência pode matar a imagem, se não sobrar um espaço ali, se não faltar algo.

Vi pela internet  as imagens do Rio ComicCon e os originais de Manara. E me deixaram frio, indiferente e um pouco decepcionado. Talvez impressionem mais ao vivo. Mas aquele uso servil da aquarela, cada volume em seu lugar, cada mancha controlada e minimizada… todo o esplendor do desenho atemporal dele ficou datado ali. (Para mim, claro.)  A aquarela de Manara era um cachorro de apartamento, que a obediência e os limites fizeram triste.

Não sei nada de aquarela, devo dizer. Se tardiamente estou virando alguns vidros de ecoline no papel de forma epiléptica é porque tive ganas e não tive a paciência de estudar por anos.  Mas você vê quando uma coisa está viva ou não. É um pouco o que acontece nos álbuns ruins da  escola européia de álbuns de aventura – o desenho passa por tantas etapas de finalização que sai morto no final. Vi uns sketchbooks de autores franceses onde o thumbnail deles dava um álbum fabuloso. Por isso meu entusiasmo com esses franceses novos, com o Blain e outros que estão desenhando álbuns com um entusiasmo e uma velocidade incrível. E está tudo vivo lá.

 

*********

Update: lembrei agora e não consegui re-encontrar no primeiro google, o fabuloso manifesto de james kochalka: craft is the enemy. quem se interessa e buscar, há de achar. é uma defesa de fazer agora. você pode passar sua vida estudando e achar que não está pronto. você nunca vai estar pronto. o seu desenho (ou escrita, ou) é sempre retrato desse momento, é o que você tem e é o suficiente. com certeza você vai achar alguém que faz mais com menos do que o você tem. so just do it.

Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s